13 de julho de 2015

Com o meu imóvel, aprendi...

Eis que finalmente concretizei a venda do imóvel, u-huuuuuu!!!

E com a venda, vieram os ensinamentos que fui tendo desde o dia que entrei no stand da imobiliária, conforme segue:

  1. Apartamento na planta é que nem político em época de campanha: só tem PROMESAS. As cores do prédio da maquete, a perspectiva artística do playground e o projeto do salão de festas enchem os olhos dos compradores e a boca dos vendedores. Assemelham-se, também, às fotos de sanduíche em fast food antes de você receber o seu pedido. 
  2. Ainda sobre apartamentos na planta, os gastos vem vindo e você vai morrendo, falindo, sofrendo aos poucos... Como no "Teatro dos Vampiros", a cada hora que passa, envelhecemos 10 semanas...
  3. Às construtoras, tudo. Ao consumidor, só as contas e desculpas esfarrapadas.
  4. Você começa a pensar sobre custo de oportunidade...
  5. É um investimento de baixíssima liquidez. Enquanto há apenas obra e taxas ninguém quer saber de comprar...
Nem acredito!!! É o sonho reverso que se realiza. Comprei o gato e demorei anos pra receber a lebre.

Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas, me livrei!



Aleluia, deusa!!

Agora vamos começar a quitar as dívidas pra inciar os trabalhos de aportar e ser financeiramente independente!

Dona Maria voltou e agora pra ficar!

Vocês estavam com saudades de mim?

12 comentários:

  1. Respostas
    1. eu devo ter perdido uns 20 mil reais, por baixo. De longe, a pior coisa que já fiz com meu dinheiro... ganha do empréstimo que tomei pra comprar debêntures, hahaha

      Excluir
  2. Achei que você tinha desistido da Blogsfera, kkkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jamais!!! Agora, semi-livre-das-dívidas, é que tem sentido prosseguir :D

      Excluir
  3. Saudações do Investidor mais pobre da Blogosfera!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mês a mês vamos mudar a nossa realidade, amigo :D

      Excluir

Pense antes no que vai escrever, para não magoar meu coraçãozinho. Anônimos, deixem ao menos um nome. Se começarem a bagunçar muito, vou restingi-los, para preservar minha sanidade.